Profissional trabalhando em um aterramento elétrico.

Aterramento elétrico: entenda a importância

A segurança das instalações elétricas é um fator indispensável em qualquer situação. Dentre esses cuidados, o aterramento elétrico destaca-se como uma das medidas mais importantes, uma vez que ele é responsável pelo direcionamento seguro das correntes elétricas excessivas.

Seja em instalações comerciais, residenciais ou industriais, o aterramento elétrico é um procedimento crucial para prevenir acidentes graves. Não é por acaso que ele se tornou um requisito obrigatório, estabelecido por lei desde 2006. 

Quer entender como o aterramento elétrico funciona, para que ele serve, quais são os tipos e a importância de tê-lo? Então, leia este artigo até o final que explicaremos tudo para você!

O que é o aterramento elétrico?

O aterramento elétrico é um sistema de segurança que direciona as correntes de fuga para a terra. Assim, ele garante não apenas o bom funcionamento de equipamentos conectados a uma rede de eletricidade, mas a segurança das pessoas.

O sistema de aterramento é composto diferentes elementos, por exemplo:

  • fio terra: conduz a carga de fuga da rede, sendo conectado à haste;
  • haste: barra metálica instalada em baixa profundidade no solo, para dispersar a carga;
  • caixa de inspeção: armazena e protege o sistema de aterramento.

Embora seja simples, o aterramento tem uma influência significativa na prevenção de riscos em redes elétricas. Por esse motivo, é uma obrigatoriedade legal em todos os casos e edificações, de acordo com a Lei 11.337 de 2006.

Para que o aterramento serve?

A função de um aterramento elétrico é fazer o direcionamento de cargas excessivas para a terra, evitando acidentes. Inclusive, o condutor-terra é um elemento do SPDA (Sistema de Proteção contra Descargas Atmosféricas) instalado nas edificações.

Sendo assim, o aterramento serve para a proteção contra acidentes com um equipamento energizado e auxilia no controle de tensões. Além de facilitar a atuação dos dispositivos, como os disjuntores, que passam a desligar mais rapidamente.

Você já deve ter notado a presença de um terceiro pino na tomada de alguns equipamentos. Eles servem para conectar o sistema do aparelho no condutor-terra da edificação, garantindo a segurança para um uso adequado e sem riscos.

Quais são os tipos de aterramento?

Basicamente, existem 2 tipos de aterramento elétrico. Eles são classificados de acordo com sua instalação e objetivo, podendo variar conforme a capacidade da rede e questões técnicas. Por isso, o serviço deve ser conduzido por profissionais qualificados.

Tais tipos de aterramento são:

  • aterramento SPDA: consiste na proteção contra descargas atmosféricas – raios;
  • aterramento de rede elétrica: sistema instalado para o aterramento em edificações.

Inclusive, em todas as instalações o aterramento deve seguir normas técnicas específicas para um funcionamento seguro. Garantir que tudo esteja bem dimensionado é um diferencial importante para evitar riscos de acidentes e prejuízos.

Por que o aterramento é importante?

Um sistema de aterramento bem projetado é indispensável para a segurança, como vimos até aqui. O condutor-terra dispersa energias de fuga no solo e com isso, eliminam o risco de curto-circuito, choque elétrico e prejuízos nos equipamentos.

Quando há uma descarga e energia excessiva, o aterramento irá conduzi-la para o solo, onde se dispersará. Uma simples ação que auxilia a promover um contato seguro com aparelhos e ainda preserva profissionais que atuam em rede de eletricidade.

Por essa razão, é essencial que toda edificação tenha um sistema de aterramento funcionando perfeitamente. Inclusive quando há o uso de geradores de energia, para desenvolver atividades em total segurança e livre de acidentes graves.

Percebeu como o aterramento elétrico é indispensável? Ele garante a rede e equipamentos maior segurança e durabilidade. Portanto, é um sistema que precisa estar presente em todas as situações, mesmo em instalações de menor porte.

Gostou do post? Ajude outras pessoas a também entenderem o que é o aterramento elétrico e por que ele é importante! Compartilhe este conteúdo nas suas redes sociais    e dissemine ótimas informações!

Em resumo

O que é o aterramento elétrico?

O aterramento elétrico é um sistema de segurança que direciona as correntes de fuga para a terra. Assim, ele garante não apenas o bom funcionamento de equipamentos conectados a uma rede de eletricidade, mas a segurança das pessoas.

Quais são os 2 principais tipos de aterramento elétrico?

– Aterramento SPDA: consiste na proteção contra descargas atmosféricas – raios;
– Aterramento de rede elétrica: sistema instalado para o aterramento em edificações.

Qual a função do aterramento em uma instalação elétrica?

– Atua no controle de tensões;
– Protege contra choques;
– Evita danos a equipamentos;
– Facilita o desligamento automático dos disjuntores.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Leia também

Posts Relacionados

21/02/2024 Artigos
O imposto na conta de luz refere-se a encargos regulamentados pela Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL), os quais são aplicados tanto a indivíduos como a empresas.
14/02/2024 Energia
A biomassa é uma matéria orgânica concentrada de origem vegetal ou animal, utilizada como fonte de energia.
31/01/2024 Energia
A energia elétrica é vital para a sobrevivência humana e passou por diversas transformações ao longo do tempo. Atualmente, o Mercado Livre de Energia se destaca como um dos principais avanços nesse cenário. Nesse
24/01/2024 Artigos
O aluguel de gerador é disponibilizado por empresas especializadas, as quais oferecem o equipamento para uso durante um determinado período.

Dúvidas, orçamentos, e projetos em geradores